Doenças cardíacas em cães!

Um a cada 10 cães irá, em algum momento da vida, desenvolver uma doença cardíaca e destes, cerca de 75% desenvolverão a chamada Doença Valvar crônica ou Endocardiose Valvar, ou seja, a cada 100 cães, 10 desenvolverão alguma doença cardíaca e destes, 7,5 desenvolverão a doença valvar crônica. A valva mais comumente afetada é a mitral. Essa é uma doença que acomete mais os cães de pequeno porte, machos e com cerca de 8 a 10 anos de vida. Alguns animais podem desenvolver essa doença, mas não apresentar sintomas por toda a vida, vindo a falecer de outra causa. Cães de porte grande também podem desenvolver essa doença, porém de forma bem menos frequente. Os animais afetados podem apresentar tosse, cansaço fácil ao exercício, cianose (arroxeamento) da língua, dificuldade respiratória, edema do abdome e de membros, entre outros sinais, isso dependerá de qual lado do coração está afetado e da gravidade da doença. O objetivo do tratamento visa a redução da velocidade de progressão da doença e manter a qualidade de vida do paciente e baseia-se no uso de medicações que atuarão no funcionamento do coração e do sistema circulatório.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo